Fonoaudiólogas lançam projeto sobre disfagia para pacientes do Hospital São José

14/05/2021 - Notícias

Fonoaudiólogas lançam projeto sobre disfagia para pacientes do Hospital São José

A equipe de fonoaudiologia do Hospital São José lançou o projeto de adaptação de dietas para pacientes com disfagia, que possuem dificuldade em engolir alimentos ou líquidos por dor ou sensação de machucado durante a passagem dos alimentos. 

Nesta quinta-feira (13), as fonoaudiólogas Jessica Alencar e Patrícia Almeida, apresentaram o projeto, durante o período de refeições, para os colaboradores entenderem sobre como funciona e por qual motivo a importância do olhar para a alimentação do paciente é tão importante. A apresentação também contou com a presença da copeira Silvia Mara Batista dos Santos, representando a equipe de copa e cozinha e responsável pelo preparo dos alimentos expostos. 

Com o surgimento da pandemia, têm sido cada vez mais comum os pacientes internados apresentarem dificuldades para se alimentarem por via oral com segurança e eficácia. Por isso, o projeto ficou nas consistências de diversificados alimentos, possibilitando assim, uma dieta oral daqueles pacientes debilitados decorrente ao longo período de intubações por Covid-19, pacientes em uso de traqueostomia, pacientes neurológicos como AVC e câncer de cabeça e pescoço. "Para não ficar sempre aquela sopa batida, sem ter a mesma sensação de antes, nos Fonos e a nutrição produção nos reunimos a Silvia ficou responsável e conseguimos adaptar a dieta Cremosa para almoço com alimentos separados, café da manhã e café da tarde", explica Patrícia. 

Uma das grandes conquistas do projeto é poder atingir os pacientes idosos internados, que através do programa 60+ podem receber este atendimento humanizado e diferenciado, proporcionando uma hospitalização saudável e segura, com profissionais comprometidos com a saúde física e mental do paciente. Lembramos também que muitas destas ações realizadas no hospital são consideradas de grande importância para a certificação da ONA em Segurança do Paciente, que o hospital possui.